Bar da Dona Onça: comida de boteco artesanal e primorosa

IMG_1855-4

Fazia tempo que eu devia uma visita ao Bar da Dona Onça. As filas homéricas aos fins de semana me repeliam, mas eis que, num sábado agradável, de tempo ameno, vimo-nos, eu e o Marcelo, no centro da cidade, início de tarde, cheios de fome e decididos a enfrentar a espera do concorrido bar do Edifício Copan, um dos cartões postais da cidade. O dia já tinha rendido visita à boa exposição de Kandinsky no CCBB e passeio pela Galeria do Rock, que não visitávamos havia mais de dez anos. A caminhada até o Copan só fez a fome aumentar, e quando nos deparamos com a espera de quarenta minutos decidimos que era o tempo ideal para degustar uma capirinha enquanto relaxávamos naquele pedaço da cidade do qual gostamos tanto e por onde pouco passamos. Continuar lendo

Anúncios

Attimo pós Jefferson Rueda

Attimo 4

Lá pelos idos de agosto, fui conhecer o Attimo. Atrasada. A casa pertencia, até pouco antes disso, ao restauranteur Marcelo Fernandes (Clos, Kinoshita e Mercearia do Francês) e ao chef Jefferson Rueda. Jeffim, como é chamado por aí, deixou a cozinha ítalo-caipira do Attimo, que o fez conhecido e premiado, para tocar A Casa do Porco, restaurante e empório, especializado em porco e embutidos produzidos na casa.

Depois de sua saída, o cardápio sofreu alterações importantes e, ainda que alguns pratos clássicos tenham se mantido, muitos deles deram lugar a outros, com inspirações muito diferentes e um tom muito menos autoral. Continuar lendo