Filmes do mês #25: uma seleção eclética

filmes do mês 24

Para compensar a correria que foi fevereiro, na preparação para o Oscar, decidi pegar mais leve em março, e o resultado foi um total de dez filmes, entre resquícios do Oscar, blockbusters que eu havia perdido, revisões de filmes que amei em 2016 e uns pinçados aqui e acolá. A lista está, como sempre, dividida entre os melhores e os piores, todos os filmes estão classificados entre bola preta (péssimo) e cinco estrelas (excelente) e os filmes disponíveis na Netflix estão sinalizados. Para ver aos trailers é só clicar nos títulos. Bons filmes!

OS MELHORES DO MÊS

ERA O HOTEL CAMBRIDGE (2016)

5 estrelas novo

era-o-hotel-cambridge

Era O Hotel Cambridge foi o meu filme favorito da Mostra do ano passado, e também um dos preferidos do público, que o escolheu como melhor filme de ficção brasileiro. A sessão, na repescagem, no Cinesesc, aconteceu em um momento histórico e político importantíssimo no país, e por todo o contexto e porque é um filme com F maiúsculo, foi merecidamente ovacionado, da maneira mais emocionante que eu vi um filme ser homenageado na vida. Quatro meses depois, ele estreou em circuito comercial, e é um filme obrigatório. Tanto, que fui rever na telona. Faça um favor a si mesmo e assista ao filme, se ainda não o fez, e aproveite e leia a minha crítica aqui.

ANIMAIS NOTURNOS (NOCTURNAL ANIMALS, 2016)

5 estrelas novo

nocturnal animals

Animais Noturnos figura entre os meus favoritos de 2016, como você pode ver aqui. Injustamente ignorado pelas principais premiações, o filme do novato diretor e experiente estilista Tom Ford é um espetáculo visual e dramático, e mereceu a revisão, apenas dois meses depois. Minha breve crítica você pode ler na lista dos melhores filmes de 2016.

CAPITÃO FANTÁSTICO (CAPTAIN FANTASTIC, 2016)

3 estrelas novo

captain fantastic

Capitão Fantástico, o segundo longa metragem do roteirista e diretor Matt Ross, é uma comédia dramática bem intencionada, divertida e emocionante. Viggo Mortensen encabeça o elenco como um pai de família nada convencional. Ele e seus seis filhos vivem em meio à natureza, com poucos recursos, e sob um rigoroso regime de treinamento físico e intelectual. Sua esposa, que sofre de um transtorno mental, está internada em uma clínica psiquiátrica, o que eventualmente vai acarretar na necessidade de adaptação do mundo em que vivem para um mundo mais tradicional. Viggo realiza um ótimo trabalho, reconhecido com indicações da Academia e do Globo de Ouro, e o elenco, de maneira geral, se sai muito bem. A trama, equilibrada entre momentos dramáticos e cômicos, se desenvolve com bom ritmo e um tom quase de road movie fantástico, que eventualmente toma um corpo mais realista, em paralelo ao progresso do protagonista. Capitão Fantástico é um filme despretensioso, com uma caprichada caracterização de personagens, bom elenco e uma ótima cena final.

ANIMAIS FANTÁSTICOS E ONDE HABITAM (FANTASTIC BEASTS AND WHERE TO FIND THEM, 2016)

3 estrelas novo

fantastic beasts and where to find them

Animais Fantásticos e Onde Habitam é um spin off da série de livros e filmes de Harry Potter, cujo roteiro, de J. K. Rowling, inspirou um livro homônimo. O universo de magia explora outros personagens, em outra época, em outro lugar. O jovem Newt Scamander, especializado em criaturas fantásticas, chega à Nova York e encontra-se com uma comunidade de bruxos ameaçada, ao mesmo tempo que precisa cumprir seus objetivos e resolver os problemas que cria pelo caminho. Interpretado por Eddie Redmayne, Newt é um escritor cujo livro será estudado em Hogwarts 70 anos mais tarde. Para aqueles que não leram os livros à época de seu lançamento e não criaram um vínculo com o mundo de Harry Potter, esse filme é mais atrativo. O universo inserido em um contexto mais adulto cria mais interesse, e o ritmo acelerado, torna a experiência mais dinâmica, embora a magia da fantasia seja a mesma (ótima) do mundo mais infantil de Harry Potter. Destaque para os ótimos personagens e as boas atuações, com exceção da insossa Tina, interpretada por Katherine Waterston.

ROGUE ONE: UMA HISTÓRIA STAR WARS (ROGUE ONE, 2016)

3 estrelas novo

rogue one

Rogue One: Uma História Star Wars é o primeiro filme da antologia que contará com filmes paralelos ao universo Star Wars, e narra a história de um grupo de rebeldes cuja missão é roubar os planos da Estrela da Morte e evitar que ela seja usada como arma de destruição. Na linha do tempo, a história do filme se desenrola entre os episódios 3 e 4. Mais obscuro e menos grandioso que os filmes da série, Rogue One acerta ao imprimir estilo próprio, embora tenha um problema de ritmo no segundo ato que o torna um pouco cansativo. Por outro lado, muitos personagens importantes são pouco desenvolvidos, ainda que o filme tenha mais de duas horas de duração, o que acarreta em falta de empatia por parte do espectador. É mais divertido que emocionante, ainda que a cena final desperte mais emoção que o filme inteiro, até para quem não é fã da série.

UM LIMITE ENTRE NÓS (FENCES, 2016)

3 estrelas novo

fences

Adaptado da consagrada peça pelo próprio autor, Um Limite Entre Nós narra, de maneira bastante teatral, eventos na vida de Troy Maxson, um homem negro, durante os anos 1950, sua família e amigos, sempre tendo como cenário sua humilde casa. Denzel Washington dirige e atua como o protagonista Troy, e realiza um ótimo trabalho nas duas funções. A dificuldade das cenas, filmadas em longas sequências e repletas de diálogos densos e complexos, não aparece no filme, que tem fluidez e bom ritmo. Ao retratar essa família e comunidade, temas como racismo, sexismo e relações familiares são abordados sem panfletagem e julgamento, de modo que se incitam, no espectador, reflexões profundas que duram muito mais que os 140 minutos de filme. O elenco está muito bem, com destaque para o próprio Denzel e para Viola Davis, que venceu os prêmios da academia, Globo de Ouro, Bafta e SAG, entre outros, na categoria de atriz coadjuvante. Um Limite Entre Nós trata de assuntos relevantes mas, acima de tudo, conta uma bela história, composta por bons personagens.

FRAGMENTADO (SPLIT, 2016)

3 estrelas novo

split

Fragmentado é o novo e esperado filme de M. Night Shyamalan. Depois de A Visita (The Visit, 2015), um filme que parecia, na época, representar um retorno do diretor às origens, o roteirista e diretor volta com a história intrigante de um jovem com transtorno dissociativo de personalidade, que alterna entre 23 personalidades distintas, e sequestra três adolescentes. Os recursos cinematográficos típicos de Shyamalan estão aqui: o efeito hitchcockiano de aproximar e afastar a câmera ao mesmo tempo (usando travelling e zoom), os longos e claustrofóbicos planos, o uso de lentes grande angulares em closes. Tudo isso contribui para um clima muito tenso, do início ao fim. Alguns problemas de roteiro, no entanto, tornam o filme irregular. O primeiro ato, direto e intenso, se sai bem, mas o filme evolui para o segundo ato mais morno e confuso, e se conclui de maneira pouco satisfatória. Ainda que tenha ficado aquém das expectativas, é um filme que pode comprovar o retorno do diretor ao gênero e estilo que o levaram ao sucesso, e de quebra tem uma das melhores atuações do cinema nos últimos tempos: a de James McAvoy.


NEM LÁ, NEM CÁ…

MUNDO CÃO (2016)

netflix logo

2 estrelas novo

mundo cão

Em Mundo Cão, filme do roteirista e diretor Marcos Jorge, Santana é um pai de família que trabalha em uma unidade de controle de zoonoses e captura animais de rua. Um dia, um violento ex-policial aparece no local para reaver seu cachorro, que já havia sido sacrificado. Ele responsabiliza Santana e elabora um cruel plano de vingança. O elenco, composto por Babu Santana, Adriana Esteves, Lázaro Ramos e Milhem Cortaz, em geral, faz um bom trabalho, com destaque para Adriana Esteves. Lázaro e Milhem, no entanto, parecem atores aquém dos personagens que interpretam. O thriller busca o ritmo mais frenético e divertido das películas norte-americanas, e não se aprofunda no desenvolvimento da história, ainda que surpreenda positivamente em alguns momentos. Corajoso, o roteirista/diretor faz escolhas interessantes, mas não consegue entregar uma obra coesa.


LANTERNINHA

ENJAULADA (PET, 2016)

1 estrela novo

pet

No suspense Enjaulada, um homem torna-se obcecado por uma antiga colega de escola, ao encontrá-la acidentalmente, o que o leva a sequestrá-la e mantê-la em uma jaula no porão do abrigo de animais onde trabalha. A trama torna-se mais interessante à medida que toma rumos inesperados, e o filme funciona melhor quando explora seus aspectos gore e cômicos em detrimento dos dramáticos. Por mais que tente, no entanto, o filme não consegue fugir de clichês do gênero, e a história rasa não se sustenta até o final.

DORMINDO COM AS OUTRAS PESSOAS (SLEEPING WITH OTHER PEOPLE, 2015)

bola preta novo

sleeping with other people

Dormindo com As Outras Pessoas conta a história de Leiney e Jake, que se conhecem na época da faculdade e perdem a virgindade juntos, para se encontrarem anos depois, em uma reunião para viciados em sexo. O filme tenta, em vão, adequar-se aos moldes (ou ausência deles) das relações amorosas dos tempos atuais, tratando do assunto com suposta liberdade e leveza. No entanto, enfia os pés pelas mãos e se mostra conservador e absolutamente inadequado para os dias de hoje. Todas as relações amorosas expostas no filmes são tão artificiais quanto suas intenções, e as soluções para os problemas que os personagens enfrentam são infantis e preconceituosas. Em mais de uma cena, é tamanho o absurdo do discurso machista que se torna praticamente impossível continuar assistindo ao filme. A falta de química e carisma dos protagonistas contribui para o seu fracasso, ainda que fosse praticamente impossível salvar um roteiro tão assombrosamente ruim como esse.

Anúncios

2 comentários sobre “Filmes do mês #25: uma seleção eclética

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s