5 coisas para assistir se você adorou Making a Murderer

making a murderer 1

A segunda temporada de Making a Murderer, a docu-série da Netflix que conta a história real de Steven Avery, o homem que foi condenado por assassinato e inocentado 18 anos depois, deve estrear ainda esse ano, segundo declarações da própria Netflix. A data ainda é incerta, mas muito se especula sobre como seria essa segunda temporada. Há indícios de já exista material filmado e a espera se deve ao fato de os eventos ainda estarem se desenrolando. Enquanto essa temporada não chega, que tal assistir a séries e filmes que tenham a mesma temática investigativa? Das 5 indicações que faço hoje, 4 estão disponíveis na Netflix!

MORTE NA ESCADARIA (THE STAIRCASE, 2004)

the staircase

Em 8 episódios emocionantes, a série narra os eventos que se sucedem após a morte de Kathleen Peterson, quando Michael Peterson, seu marido, é acusado de seu assassinato. Bem aos moldes de Making a Murderer, a série investiga o passado do casal, seu relacionamento com os filhos e amigos e acompanha o cotidiano do time de defesa de perto, bem como a cobertura da mídia, o julgamento e a repercussão do caso no nível familiar. Bem dirigida pelo premiado diretor Jean-Xavier de Lestrade, é praticamente impossível parar de assistir, uma vez que se começa.

Apesar do ritmo mais sombrio e compassado, comparado a Making a Murderer, a história se desenrola de maneira extremamente intrigante e controversa. Em 2013, o mesmo diretor foi responsável por um filme feito para TV, entitulado Morte na Escadaria – O Desfecho (The Staircase II – The Last Chance), que dá continuidade à história em consequência de uma reviravolta impensável, na época em que a série foi ao ar.

Essa série não esta disponível na Netflix mas dá para assistir aqui! Os outros episódios aparecem nos relacionados.

AMERICAN CRIME STORY: THE PEOPLE V. O. J. SIMPSON (2016)

netflix logo

american crime story oj

O spin-off de American Horror Story, também produzido por Brad Falchuk e Ryan Murphy, entre outros, é uma antologia que pretende adaptar para a ficção crimes reais. A primeira temporada aborda um dos julgamentos mais notórios da história, o de O. J. Simpson. O ex-jogador de futebol americano e ex-ator foi acusado do assassinato de sua ex-esposa, Nicole Brown Simpson e do amigo de Nicole, Ron Goldman, e a série, como em Making a Murderer, segue a estratégia do time estrelar de defesa, mas também foca no trabalho da promotoria.

Há espaço para o desenvolvimentos dos arcos de alguns personagens, em especial a promotora Marcia Clark, brilhantemente interpretada por Sarah Paulson, e o advogado de defesa e amigo do réu, Robert Kardashian (David Schwimmer), o que enriquece a trama, embora eventualmente haja uma perda de foco desnecessária e fútil. De maneira geral, a série intriga até quem sabe, de antemão, o resultado do julgamento, embora deslize no ritmo, corrido nos últimos episódios. Faltou desenvolver melhor alguns personagens, especialmente O. J., e algumas escolhas estéticas, como movimentação de câmera, são um problema nos primeiros episódios. Ainda assim, é uma boa pedida, principalmente para que gosta dessa temática.

AUDRIE & DAISY (2016)

netflix logo

audrie-daisy

Audrie e Daisy, desse documentário da Netflix, são duas jovens norte-americanas que sofreram abusos sexuais e tiveram suas vidas devastadas pelo assédio através das redes sociais. Através do filme, conhecemos as meninas, seus familiares, amigos próximos e detalhes da investigação sobre seus casos. O tema, de extrema relevância, leva a reflexões importantes. Ao mesmo tempo que se investigam os crimes, a repercussão nas vidas das vítimas, nesse caso, parece ser o mote principal. Mais que discutir o abuso sexual em si, a intenção aqui é entender as razões dos criminosos e os motivos que levam as pessoas a lincharem outras virtualmente. Um bom registro de algo que vem se tornando perigosamente recorrente e uma boa pedida para quem gosta de documentários investigativos.

AMANDA KNOX (2016)

netflix logo

amanda-knox

Também produzido pela Netflix, Amanda Knox é outro documentário com temática criminal. O filme conta a história de uma então estudante norte-americana que vivia na Itália e foi acusada de matar sua colega de quarto, em conluio com seu namorado, Raffaele Sollecito, em 2007, reproduzindo alguns acontecimentos em forma de cenas de simulação, utilizando-se de imagens de arquivo e entrevistando a polícia, a imprensa, que teve um papel importante no processo, e a própria Amanda. Tenso e sinistro, o filme faz um bom trabalho ao abordar diversas facetas do caso sem nunca tomar partido. E, ao contrário de Making a Murderer, esse doc tem começo, meio e fim. Então, nada de ter que esperar as cenas dos próximos capítulos!

KIDS FOR CASH (2013)

netflix logo

kids for cash

O infame escândalo que dá nome ao documentário se desenrolou em 2008, no Estado da Pensilvânia, nos EUA, quando dois juízes foram condenados por aceitar propinas em troca de mandar adolescentes com acusações leves para presídios privados com penas desproporcionalmente rigorosas. Acertadamente, o documentário foca nas entrevistas, que servem como narração, mas ao mesmo tempo têm um apelo dramático enorme, resultante de uma direção competente. Ao contrário do que se possa imaginar, o grande volume de entrevistas nunca tona o filme maçante, muito pelo contrário. Ainda que o tema passe longe do terror e não seja macabro como nos outros filmes e séries indicados, esse talvez seja o mais bem construído em termos de roteiro. Imperdível.

Anúncios

2 comentários sobre “5 coisas para assistir se você adorou Making a Murderer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s