Cardápio da semana #21: jacket potato com chilli, teppanyaki de salmão e sopa de couve-flor

cds-21

O cardápio dessa semana é super versátil. A batata assada com chilli pode facilmente virar um prato vegetariano: é só tirar a carne moída. O chilli é tão, tão gostoso, que a carne não é tão necessária assim. Se sobrar chilli, você pode congelar e servir outro dia com purê de batata, massa, arroz ou até com nachos, acompanhado de uma cerveja bem gelada! O tepannyaki de salmão é um prato saudável e fácil de fazer. Até o mais inexperiente vai conseguir, se seguir todas as minhas dicas. Os legumes do tepansão um ótimo acompanhamento para outros pratos, especialmente os que tiverem influência asiática. E o shimeji é um coringa também. A sopa de couve-flor é um prato vegano que não precisa de nada, nadinha mesmo de origem animal, de tão saboroso. A couve-flor, quando cozida e processada, obtém uma consistência muito cremosa, que traz uma textura à sopa de fazer inveja a qualquer creme de leite. Dá pra aproveitar esses dias friozinhos que tem feito para fazer uma refeição mais leve e reconfortante!

Todas as receitas rendem oito porções.

JACKET POTATO COM CHILLI E SOUR CREAM + SALADA DE ALFACE, AGRIÃO E ABACATE

CDS 21-6

JACKET POTATO

8 batatas médias com casca bem lavadas

Sal e pimenta do reino a gosto

Coloque as batatas ainda molhadas em uma assadeira e tempere-as com sal e pimenta. A umidade vai ajudar o tempero a grudar nas batatas.

Cubra a assadeira com papel alumínio com a parte brilhante para dentro e leve ao forno preaquecido a 250 graus por cerca de 15 minutos. Vire as batatas e retorne ao forno por mais 15 minutos, ou até que, espetando uma faca afiada, ela entre na batata sem resistência.

CDS 21-5

Enquanto as batatas assam, faça o chilli.

CHILLI

2 colheres (sopa) de óleo de canola

1 cebola grande picada

5 dentes de alho picados

1 pimentão vermelho picado

1 pimentão amarelo picado

1 pimenta dedo de moça picada com as sementes

1 colher (sobremesa) de cominho em pó

300g de patinho moído

1 xícara (chá) de feijão cozido (Pode só cozinhar o feijão na água ou pode usar aquele feijão que sobrou. Tem receita de feijão aqui.)

2 latas de tomates pelados

1/2 maço de coentro picado grosseiramente (com os talo picados separadamente)

Sal e pimenta do reino a gosto

Refogue a cebola no óleo em fogo médio. Quando ela estiver quase translúcida, junte o alho e refogue até que esteja bem fragrante. Junte os pimentões, a pimenta, os talos de coentro picados, o cominho, sal e pimenta do reino. Misture e refogue até que o pimentão esteja macio.

Junte a carne moída. Usei o patinho porque essa receita já leva bastante gordura, e o patinho, por ser uma carne magra, equilibra a receita. Frite a carne em fogo alto. Se seu fogão tiver uma boca maior, use essa boca para evitar que se junte água e a carne cozinhe nessa água. O ideal é que ela fique douradinha.

CDS 21-1

Junte o feijão cozido, os tomates pelados e assim que levantar fervura, abaixe o fogo e tampe a panela. Quanto mais tempo o chilli cozinhar, melhor. Mas fique atento e mexa sempre para não grudar nada no fundo da panela.

CDS 21-2

Quando a mistura estiver bem uniforme e grossinha, prove e ajuste os temperos. Quando estiver no ponto, apague o fogo, junte as folhas de coentro picado grosseiramente e misture. Reserve algumas folhas de coentro para servir.

CDS 21-4

Enquanto o chilli cozinha, faça o sour cream e prepare a salada.

SOUR CREAM

250ml de creme de leite fresco (o pasteurizado, que fica na geladeira)

Suco de 1/2 limão taiti

Sal e pimenta do reino a gosto

É só bater todos os ingredientes na batedeira ou com um fuê até obter consistência de chatilly.

CDS 21-3

Para a salada, corte algumas fatias de abacate e arrume por cima de uma salada de alface e agrião (ou as folhas que desejar) já temperadas a gosto.

Quando as batatas estiverem prontas, faça um corte transversal em cada uma delas, como se quisesse abrir um bolsinho nelas. Apertes levemente as laterais para esse bolso abrir e coloque o chilli, uma colherada de sour cream e umas folhinhas de coentro. Pronto!

CDS 17-3


TEPPANYAKI DE SALMÃO E LEGUMES + SHIMEJI + TOFU

CDS 21-10

Como todos os elementos vão ficar prontos rapidamente, o ideal é fazer todo o mise en place, ou seja, deixar todos os ingredientes preparados antes de começar a cozinhar. Com todos os vegetais prontos, comece!

LEGUMES

2 colheres (sopa) de óleo de canola

1 pedaço de gengibre de aproximadamente 2x5cm descascado e picado

3 dentes de alho picados

2 cebolas roxas cortadas em julienne

2 cenouras cortadas em fatias enviesadas finas

250g de moyashi (broto de feijão)

1/2 repolho verde cortado em quadrados

1 colher (chá) de óleo de gergelim

Pimenta togarashi a gosto

1/2 xícara (chá) de mirim

1/2 xícara (chá) de shoyu

Em uma wok ou panela bem grande, coloque o óleo de canola para aquecer em fogo médio rapidamente, por cerca de 30 segundos. Coloque o gengibre picado e doure. Em seguida, coloque o alho picado e antes que ele comece a ficar dourado, coloque as cebolas em julienne, ou seja, em tiras, tipo meia lua. Quando a cebola começar a murchar, coloque as cenouras fatiadas e refogue por cerca de dois minutos.

Coloque o moyashi e o repolho e tempere com óleo de gergelim, pimenta togarashi, mirim e shoyu. Enquanto os legumes terminam de cozinhar, faça o salmão. Não deixe os legumes cozinharem por muito tempo. O repolho e o moyashi devem ficar al dente e a cenoura, levemente crocante. Enquanto eles finalizam, faça o salmão.

CDS 21-9

SALMÃO

800g de filé de salmão com pele cortado em oito pedaços

2 colheres (sopa) de azeite de oliva

Sal e pimenta do reino a gosto

Peça ao peixeiro para tirar as espinhas e escamas do peixe, mas deixar a pele. Ela vai dar sabor e ficar com um textura crocante quando fritar.

Tempere os pedaços de salmão com sal e pimenta dos dois lados e leve para fritar em uma frigideira antiaderente com o azeite em fogo alto. Se você tiver uma chapa, melhor ainda! Mas funciona bem na frigideira. Você deve primeiro fritar o lado com pele, e quando ela estiver crocante, vire o peixe. Isso deve levar cerca de 2 minutos. Dependendo da altura do seu filé, o cozimento vai demorar mais ou menos tempo. É importante ficar atento para ele não passar do ponto e ficar seco. O ponto certo do salmão é quando ele ainda está bem úmido por dentro e você não precisa de faca para comer, já que ele se desmancha com o toque do garfo, em lascas.

CDS 21-8

Enquanto o salmão frita, faça o shimeji.

SHIMEJI

1 colher (sopa) de manteiga

600g de shimeji desmanchado em floretinhos

1/4 xícara (chá) de shoyu

1/4 xícara (chá) de mirim

1/4 maço de cebolinha picada

Derreta a manteiga em uma panela com fogo alto. Junte o shimeji e salteie até ele começar a perder volume. Junte o shoyu e o mirim, misture e deixe cozinhar até que o shimeji esteja macio. Quando estiver pronto, junte a cebolinha, misture e apague o fogo.

CDS 21-7

Na hora de servir, corte alguns cubos de tofu para cada comensal e tempere a gosto com shoyu e cebolinha.

SOPA DE COUVE-FLOR (vegana)

CDS 21-13

2 couves-flores em floretes

4 colheres (sopa) de azeite de oliva

1 cebola grande picada

5 dentes de alho picados

Água o suficiente para cobrir a couve-flor

Folhas de 1/4 de maço de tomilho

2 colheres (sopa) de aceto balsâmico

Raspas de 1 limão taiti

1 xícara (chá) de castanha do Pará picada grosseiramente

1 colher (sopa) de páprica defumada

Sal e pimenta do reino a gosto

Azeite de oliva para servir

Refogue a cebola picada em 2 colheres de azeite em uma panela grande, em fogo médio. Quando ela começar a caramelizar, junte o alho picado e frite até que ele fique fragrante, mas sem dourar. Junte metade da couve-flor e cubra com água. Junte as folhas de tomilho, tempere com sal e pimenta do reino a gosto. Não coloque muito sal. A sopa ainda vai mudar muito de volume, então é importante não exagerar. Tampe a panela e cozinhe até a couve-flor estar desmanchando de macia.

Enquanto a sopa cozinha, faça a guarnição. Coloque o restante da couve-flor em uma assadeira e junte as raspas de limão, as castanhas do Pará, a páprica defumada, 2 colheres de azeite, sal e pimenta do reino a gosto. Misture tudo e leve ao forno preaquecido a 230° por cerca de 15 minutos. Como os fornos variam muito de potência, fique atento. O ponto é quando a parte do talo da couve-flor está al dente (nem muito mole, nem duro). Reserve.

CDS 21-11

Bata a sopa no liquidificador para uma textura completamente lisa. Cuidado, se a sopa estiver quente. Tampe com um pano de prato ao invés da tampa, para o vapor ter por onde escapar. Caso prefira uma textura mais pedaçudinha, pode usar o mixer na panela mesmo. Volte a sopa à panela (se usou o liquidificador) e prove os temperos. Acrescente o aceto balsâmico para um toque de doçura e acidez. Sirva com a couve flor assada por cima e um fio de azeite de oliva.

CDS 21-12

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s