Diário da Mostra: Dia 3 na 40a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

40-mostra-3

Quem faz maratona na Mostra sabe bem que é impossível assistir a tudo o que se deseja. Pior: às vezes é preciso abrir mão de alguns filmes que são apostas mais certeiras por conta das limitações de horários. Hoje eu não estaria disponível até 15h, e por isso minha programação teve muitas restrições. Eu sabia que dentre minhas opções, queria muito ver 5 Mulheres, um drama alemão de um diretor estreante, porque achei a premissa promissora. A partir daí, a única opção que eu tinha para assistir antes era o drama brasileiro Leste Oeste, dirigido também por um estreante, Rodrigo Grota. Não dei prioridade, esse ano, aos brasileiros, porque é certo que terei a oportunidade de vê-los depois no circuito comercial. E confesso que não me interessei muito com a sinopse. Mas apostar em filmes dos quais não se ouviu nada a respeito é um risco que se compensa, às vezes. Não foi o caso hoje. Há aspectos interessantes a serem considerados, no entanto. Vamos a eles.

LESTE OESTE (2016)

1 estrela novo

leste-oeste

Ezequiel é um ex-piloto que retorna à sua cidade natal para uma última corrida. Lá ele vai se reencontrar com o pai, com quem tem um relação difícil, com a cunhada, que perdeu o marido anos atrás em um acidente de corrida, e seu sobrinho, que participa de corridas de kart.

A primeira cena do filme é emblemática: um diálogo tenso e enigmático entre Ezequiel e sua cunhada, Stela. O diálogo, que na verdade é praticamente um monólogo de Stela, não explica nada para o espectador, apesar de deixar algumas vagas pistas. Todo o filme é formado por um compilado de pequenos diálogos assim. Eles não esclarecem nada, e ao invés de provocarem curiosidade, geram confusão no espectador. Há um problema sério de roteiro, direção e edição. Muitos planos não fazem sentido, enquadramentos não dizem nada, diálogos soam falsos ou desnecessários. Algumas frases feitas chegam a ser constrangedoras de tão ruins. As atuações, em geral, ou são exageradas ou muito amadoras. Salvam-se Felipe Kannemberg, que interpreta o protagonista Ezequiel, e José Maschio, que faz seu pai, Ângelo. A melhor parte do filme é o fim, que esbanja poesia e é realmente tocante. Não fosse o fato de ele não fazer sentido, vista a forma como a história foi contada até ali, seria uma excelente conclusão.


5 MULHERES (5 FRAUEN, 2016)

3 estrelas novo

5-mulhers

Cinco amigas se reúnem em uma casa de campo na França para três dias sem os namorados ou maridos. Uma delas não chega até o segundo dia, quando o clima tenso se explica por um acontecimento imprevisto e trágico ma noite anterior. Drogas e o retorno ao passado sombrio de uma delas levam a um ato inconsequente que vai desencadear uma série de catarses e tomadas difíceis de decisão.

O diretor e roteirista Olaf Kraemer faz uma boa estreia nesse longa metragem, rebatendo qualquer ceticismo que se possa ter pelo fato de estar contando a história de cinco mulheres. Há que se entender a suspeita em relação ao quão verossímil seria esse retrato, mas não há como negar que há muita sensibilidade e comedimento no que diz respeito à abordagem desses personagens. De fato, é notável que o diretor tenha uma preocupação real em relação a questões importantes, como estupro e sexo, por exemplo, e as aborde de forma bastante satisfatória.

Os personagens bem fundamentados são agraciados, todos eles, com ótimas atuações. Também é admirável o fato de o filme ter sido realizado em tão pouco tempo (vinte dias de produção) com um orçamento tão baixo (300 mil euros). Em nenhum momento essas restrições transparecem. É perceptível o empenho de toda a equipe e elenco em entregar um thriller instigante, tenso e com uma boa storyline. Ainda que não haja aqui nada novo ou genial, 5 Mulheres é um filme acima da média, que trata de questões relevantes de maneira nada preconceituosa ou caricata.Um boa surpresa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s