Jantar express: torta de liquidificador da minha infância

Torta de liquidificador 7

Eu costumo cozinhar e levar marmita para o trabalho. Tenho muito gosto por cozinhar, mas é um trabalho e tanto, depois de uma jornada de trabalho. E não se limita a isso, cozinhar exige elaboração de um cardápio variado para não enjoar, e, de preferência, balanceado, além de compras semanais e muita louça para lavar. Lá em casa, começou por uma necessidade de economia, mas continuou porque me acostumei a sempre comer algo gostoso, nutritivo e cujos ingredientes eu conhecesse a procedência. Comer fora, agora, só em situações de extrema necessidade – leia-se preguiça – ou quando é um restaurante ou ocasião especial. Comecei a ficar mais chata com a comida de fora, acho defeito em quase tudo, questiono a qualidade e o cuidado com que ela é feita e acho os preços absurdos para o que é oferecido.

Mas é necessário facilitar a vida, e eu demorei para aprender isso. Passava horas na cozinha, todos os dias, e isso estava sendo motivo de muito estresse, porque eu não conseguia aproveitar meu tempo livre. Hoje, faço comida para dois dias, e mesmo que enjoe um pouco, ao menos sei que vai estar gostoso. E quando faço coisas básicas como arroz e feijão, faço em maior quantidade para congelar, em potes que equivalem a um dia de refeições. Procurei simplicar meu cardápio, que muda sempre, mas que mantem uma mesma estrutura toda semana, e busquei ajuda de algumas facilidades, como comprar verduras lavadas (na feira o preço é bem razoável e poupa muito tempo), comprar peixe, frango e carne limpos e cortados (também compro na feira, porque a qualidade é muito maior e o cuidado no preparo de filés, limpeza de escamas e etc é alto).

Uma das coisas que mais gosto de fazer é uma torta de liquidificador, receita que conheço desde pequena. Sou péssima para decorar receitas, geralmente faço tudo de olho, mas em receitas como essa, como a quantidade deve ser exata, recorro ao caderno de receitas da minha mãe, o que dá uma nostalgia gostosa e acho que torna a experiência ainda mais prazerosa. Essa torta é ridiculamente fácil, gostosa e pode receber infinitos recheios, dos mais gordos aos mais saudáveis. E basta uma salada para o jantar ou almoço (ou marmita) estarem prontos.

RECEITA DE TORTA DE LIQUIDIFICADOR COM ESPINAFRE E RICOTA

Rende 8 porções

Ingredientes

12 colheres (sopa) de farinha de trigo integral

2 colheres (sopa) de fermento químico em pó

6 ovos caipiras

2 xícaras (chá) de leite desnatado

1 xícara (chá) de óleo vegetal (uso de milho ou girassol)

2 maços de espinafre

500g de ricota

3 colheres (sopa) de requeijão

4 dentes de alho picados (coloque menos se você não é muito fã)

¼ de noz moscada ralada na hora

Sal e pimenta do reino a gosto

3 colheres (sopa) de parmesão ralado na hora (opcional)

Modo de preparo

Bata o leite, o óleo, os ovos, a farinha, o fermento e uma pitada generosa de sal no liquidificador até que estejam incorporados. Ela deverá ter uma consistência de creme fluido.

Coloque o espinafre em água fervente por alguns minutos, até que ele esteja macio e com o verde bem vivo. Pique o espinafre grosseiramente, junte a ricota amassada com um garfo, o requeijão, o alho e os temperos e misture bem.

Acenda o forno a 220 graus. Unte a forma com óleo e farinha. Se for usar forma antiaderente, não precisa.

Coloque metade da massa na forma, por cima coloque o recheio e termine com o restante da massa. Se quiser, polvilhe um pouco de parmesão por cima para gratinar.

Leve a torta ao forno por aproximadamente 30 minutos, ou até que a superfície esteja dourada e o interior, cozido. Para saber se o interior está cozido, espete com um palito de dente. Se ele sair limpo, está bom.

Torta de liquidificador 5 Torta de liquidificador Torta de liquidificador 3 Torta de liquidificador 4

Torta de liquidificador 6 Torta de liquidificador 7

E só! Basta acompanhar com uma boa salada.

Dá para mudar o recheio por milhões de coisas. Meus preferidos são:

– Atum sólido, fatias de cebola, fatias de tomate e salsinha picada

– Abobrinha em cubinhos, cenoura ralada, brócolis em pequenos floretes e ricota

– Muçarela, queijo prato, gorgonzola e catupiry (bem calórico, eu quase nunca faço)

Crie recheios e compartilhe comigo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s